Sorgatto poderá blefar e ganhar o jogo em Cristalina


Diego Sorgatto

Por: Walter Brito

A capital do agronegócio em Goiás, a cidade de Cristalina, que dista 120 km do Palácio do Planalto, é uma das mais tradicionais na disputa política do interior brasileiro. No passado, os seus gestores eram eleitos por meio da força bruta de seus garimpeiros. O resultado da luta árdua daqueles trabalhadores que enriqueceram os empresários do Cristal, fazia com que estes, se transformassem nos verdadeiros comandantes da política. Os empresários beneficiados com a venda do metal precioso, elegeram por décadas os gestores de Cristalina.

Após o boom do cristal, os sulistas de todos os cantos aportaram em Cristalina e com a generosidade de seu povo, transformaram a cidade na capital do agronegócio e, detentora de um dos maiores PIBs agrícolas do país.

Por isso, é charmoso ser prefeito de Cristalina, que vive na mídia nacional e internacional. Vale ressaltar que, a campanha política naquele município de 50 mil habitantes, sempre foi a mais cara e uma das mais disputadas da região metropolitana de Brasília. Hoje, o agronegócio patrocina os políticos na região.

Marconi Perillo, que é um animal político e, trabalhará os próximos quatro anos, com um olho no Senado e outro na disputa da presidência da República. Marconi arma um time de notáveis e endinheirados, para ganhar de seus adversários, as principais prefeituras do Estado.

O deputado Diego Sorgatto, filiado ao PSD, comprou recentemente uma casa em Cristalina, onde sua família tem terras, as quais fazem parte de um grande conglomerado econômico e tem como carro-chefe o agronegócio. As empresas são instaladas em Cristalina, Luziânia e outros municípios que dão sustentação ao grupo Sorgatto.

Estive na semana passada, no Palácio das Esmeraldas e, uma importante fonte nos confidenciou que o deputado estadual Diego Sorgatto, será o principal candidato a prefeito de Marconi do interior do Estado. Apesar de ter base política em Luziânia, a relação estreita de Sorgatto com a juventude cristalinense, políticos e empresários, facilitam a pré-candidatura do ex-vereador de Luziânia no município vizinho e, distante apenas 70 km, um do outro.

Entretanto, muitas águas prometem rolar por debaixo das pontes dos diversos rios de Cristalina até o dia da eleição. O atual presidente da Câmara de Vereadores, Marcelo Pezão, já se lançou pré-candidato a prefeito pelo PTN. O vice prefeito da cidade, o megaempresário João do Faxinal, se diz amigo de Marconi e é combatente inconteste do PSDB. O tucano de Cristalina, de voz macia, mas raciocínio rápido, é proprietário de um dos maiores pomares de maçã do Sul do país. Ele finge, que acredita no apoio do atual prefeito ao seu nome em 2016. Corre também por fora, a pré-candidatura pelo PPS de Marquinho Abrão, ex-vereador e político mais popular da cidade.

Acostumado a jogar poker com Marconi Perillo, o jovem de 24 anos, Diego Sorgatto, avança rumo à capital brasileira do cristal; onde poderá blefar e ganhar o jogo e, o Palácio Palácio Etienne Lepesqueur em 2016!