Reviravolta na eleição do Iate Clube: Edison Garcia ganha, mas não leva!

(Edison Garcia e Julio Cesar Itacaramby)

Por: Walter Brito

O Iate Clube de Brasília, considerado o melhor clube do país, por meio de 4 eleições realizadas na Associação de Clubes do Brasil, teve sua eleição contestada.

A mais concorrida eleição de todos os tempos, desde a sua fundação, ocorreu ontem dia 08/10/2013, quando dois candidatos a comodoro: Julio Cesar Itacaramby da chapa Sou Mais Iate e Edison Antonio Britto Garcia da chapa Novos Tempos, disputaram voto a voto, até o fechamento das urnas às 21 horas. Logo depois, a Comissão Eleitoral proclamou o resultado, quando ambos obtiveram 901 votos, sendo 4 em branco e 4 nulos; perfazendo um total de 1.810 votos válidos.

Com o empate, a comissão cometeu um erro gravíssimo, segundo dezenas de sócios do Iate, ao término da apuração, quando declarou vencedor do pleito, o candidato apoiado pela atual comodoria do Iate, Julio Cesar Itacaramby. A comissão argumentou que, o vencedor é aquele que tem o maior tempo no quadro social. A notícia da pseudo-vitória de Itacaramby, desagradou a outra chapa, que se diz vencedora.

Entrevistado pelo Cristal Pesquisas, o advogado e procurador da AGU, o doutor Edison Antonio Britto Garcia, disse o seguinte: “Não posso de forma alguma concordar com a vitória do meu adversário, pois tenho mais tempo de clube do que ele e, posso provar. O meu título de sócio familiar, data de setembro de 1979, enquanto que o título de meu adversário é de março de 1983, ou seja, entrei no clube, 3 anos e 6 meses antes dele. Infelizmente a comissão precipitou e fez as contas, com base em outro título do Iate em meu nome, datado de agosto de 1983, o que colocaria o Itacaramby em vantagem, pois nesse caso, o seu título é mais antigo que o meu. Como advogado e conhecedor do direito, não posso concordar com o equívoco da comissão eleitoral do Iate Clube. Contestei a vitória de Itacaramby no âmbito do clube. Entretanto, se necessário, contestarei na justiça”, declarou.