Rainha da ficha limpa já está no PDT de Brasília

Por: Walter Brito

A auditora do Ministério da Saúde, Jovita Rosa, uma das criadoras da lei Ficha Limpa, ao lado do juiz Marlon Reis e outros, se filiou ao PDT no último dia 05 de setembro. Apresentada aos cardeais do partido em Brasília, pelo senador Pedro Taques do Mato Grosso e também filiado ao PDT, Jovita apareceu recentemente em uma pesquisa, como vice do deputado Antônio Reguffe, rumo ao Palácio do Buriti, cuja chapa ficou em segundo lugar; perdendo apenas para a chapa encabeçada por Joaquim Roriz.

Ganhadora de diversos prêmios, pela sua luta contra a corrupção e o impedimento do acesso de políticos ao poder com ficha suja -, a auditora pensa em entrar para a política pela porta da frente. Sua preocupação maior é coma reforma política, que está em banho-maria no Congresso Nacional.

Com seu passado de lutas e serviços prestados a favor do povo brasiliense e do Brasil, a ativista das causas sociais, tem um perfil que poderá ajudar a mudar efetivamente o modo de fazer política do brasileiro, que de um modo geral, só pensa em se servir da política e não servir ao povo que precisa dela.

Entrevistada pela reportagem, Jovita Rosa argumentou que ficou feliz com a pesquisa, onde ela é citada como vice de Reguffe, cuja chapa ficou em segundo lugar na disputa pelo Palácio do Buriti. “Eu e Reguffe estamos no mesmo partido, o PDT de Leonel Brizola. Por isso, não fica bem uma chapa puro-sangue, apesar de ficar muito feliz com a lembrança dos eleitores de Brasília. Certamente Reguffe é disparado o melhor nome para disputar o GDF. Logo aparecerá um nome de peso para vice, surgido pela voz ditada pelos movimentos de rua. Entendo ainda que, política é a arte do bem comum, o que a maioria que está nela, despreza. Pretendo lutar no Congresso Nacional para mudar o conceito de fazer política em nosso país. Sou pré-candidata a deputada federal”, concluiu.

Conhecida como o Reguffe de saias, a militante das causas sociais foi a grande surpresa da última pesquisa feita no mês de setembro, pelo Instituto O Parlamento e registrada no TRE/DF. A pesquisa ouviu 2 mil eleitores em todas as regiões administrativas do Distrito Federal. Na pergunta estimulada para a Câmara Federal, os 8 primeiros citados foram os seguintes: José Roberto Arruda com 10,25% de intenção de votos; Jaqueline Roriz com 7,1%; Alberto Fraga com 4,55%; Eliana Pedrosa com 4,2%; Magela com 3,65%; Luiz Pitiman com 3,45; Izalci Lucas com 2,75% e Jovita Rosa com 2,75%. Como se vê, a única citada que não tem mandato é Jovita José Rosa, conhecida como rainha da Ficha Limpa, quando entregou 1,3 milhão de assinaturas, para o então presidente da Câmara Federal Michel Temer, pedindo a criação da referida lei que revolucionou a política brasileira.

A reportagem ouviu o senador Pedro Taques, sobre a pré-candidatura de Jovita: “Foi com muito prazer que apresentei Jovita Rosa à direção do PDT de Brasília. Acredito que sua luta será reconhecida nas urnas pelo povo brasiliense”, disse. O governadorável Antônio Reguffe (PDT), deputado federal mais votado do país, também se pronunciou: “Conheço bem a Jovita e seu trabalho a favor do povo brasileiro. Ela contará com todo o meu apoio para se eleger deputada federal em 2014”, arrematou.

(O dia em que Jovita Rosa entregou 1,3 milhões de assinaturas, para Michel Temer, então presidente da Câmara)