Depois da prisão de Donadon, agora chegou a vez: Zé Dirceu e companheiros!

(Zé Dirceu, João Paulo Cunha, Valdemar Costa Neto e Gênuino)

Por: Walter Brito

A repercussão da prisão do deputado corrupto Natan Donadon, feita ontem pela Polícia Federal, refletirá sobremaneira na prisão dos mensaleiros. Donadon desviou R$ 8,4 milhões do erário que corrigidos na moeda atual, corresponde a R$ 50 milhões.

Certamente sua prisão incentivará mais ainda os protestos de rua. Vale lembrar que o ex-ministro José Dirceu (PT), mentor o mensalão, foi condenado a 10 anos e 10 meses de prisão; o deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP), 9 anos e 4 meses; o deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP), 7 anos e 10 meses e, o deputado federal José Genuíno (PT-SP), 6 anos e 11 meses.

O medo do povo brasileiro, é que os novos ministros do Supremo, nomeados pela presidenta Dilma Rousseff: Teori Zavascki e Luís Roberto Barroso, impeçam a prisão de José Dirceu e seus principais companheiros, que juntos tramaram o mensalão. É oportuno ressaltar, que a prisão da turma do Processo Penal 470 será determinante para apaziguar os ânimos do povo nas ruas, após o término da Copa das Confederações, independente do resultado.