Cristalina Reelege o Governo mais corrupto de sua história

Attié

“ O Povo Tem O Governo que Merece “

Por Walter Brito

O município de Cristalina, localizado a 130 km de Brasília, reelegeu Luiz Attié para prefeito, com 11.729 votos, contra 7.224 votos de empresário rural Edu Martini, 3.119 votos da dra Eliane Leonel e 443 votos do Silton da Ok. Acusado pelo Deputado Federal Ronaldo Caiado, de desvio de recursos da prefeitura, recebidos do Governo Federal como o transporte escolar e outros, Attié é o campeão de processos e denúncias de corrupção na Região Metropolitana do Distrito Federal. Só no Tribunal de Contas dos Municípios, o prefeito Attié teve 84 milhões de contas rejeitadas. O prefeito Attié tem também um passado nebuloso na Capital Federal, quando foi presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis/DF. Auditoria naquela instituição, mostra com letras garrafais, o rombo que o atual prefeito de Cristalina deixou naquela instituição. Além disso, pesa contra ele um grande número de pendengas jurídicas, cujo o montante está estimado, em 22 milhões de reais, onde dezenas de pessoas se dizem vítimas do PSDista. De comportamento bipolar, Attié é visto por parte da população de Cristalina e muita gente em Brasília, como perseguidor, e seguidor contumaz de Nicolau Maquiavel. Comenta-se que pessoas que trabalham para ele e não se submetem ao seu rigoroso autoritarismo, é humilhado e ameaçado de perder o emprego. Durante o processo eleitoral, uma de suas vitimas foi o competente jornalista, radialista e cerimonialista Ennio Jonatha. Este, durante os 4 anos de governo Attié, foi tudo: jornalista, radialista, cerimonialista e autor de seus discursos. Entretanto, durante um debate na Rádio Líder, de propriedade do prefeito, o poderoso chefão, demitiu em uma canetada só, o exemplar funcionário, que foi obrigado a tirar a transmissão de um debate do ar, na Rádio Líder, oportunidade em que os debatedores e candidatos a prefeito : Edu Martini, dra Eliane e Silton da Ok participavam. Como o prefeito e candidato a reeleição não compareceu, logicamente foi questionado pelos seus adversários. Imediatamente, o seguidor de Maquiavel usou suas armas: “Quem manda aqui sou eu”, deixando os ouvintes da Rádio Líder sem nada entender. Ennio não concordou e foi sumariamente demitido, pelo verdadeiro dono da Rádio Líder.


Página Inicial