Luíz Pitiman aguarda a voz rouca das ruas, para disputar o cargo de Governador

Por Walter Brito

O deputado federal do PMDB Luíz Pitiman consolidou sua trajetória política na capital brasileira e é um dos nomes, que almejam governar Brasília.

Ex-presidente da Novacap na gestão de Arruda, ele também dirigiu a Secretaria de Obras, no atual governo petista comandado por Agnelo Queiroz, que tem como vice Tadeu Filippelli, do mesmo partido de Pitiman, o PMDB velho de guerra.

Lá na Novacap, o deputado se destacou, quando ficou no comando de duas mil obras, entre as quais as Vilas Olímpicas e o Taguapark. Gestor competente, na Secretaria de Obras, ele imprimiu o seu modo próprio e moderno de administrar, quando cumpriu com maestria o papel de tocador de obras. Pitiman foi escolhido como líder da bancada de Brasília no Congresso Nacional e é também presidente da Frente Parlamentar Mista para o Fortalecimento da Gestão Pública, composta por 250 parlamentares, entre senadores e deputados federais. O vice-presidente da referida comissão é o senador mineiro Aécio Neves do PSDB. Ele disse na entrevista concedida ao Cristal Pesquisas que está cumprindo o seu papel como parlamentar e depende do povo para disputar o Buriti.


Entrevistado pela nossa reportagem, o parlamentar discorreu com desenvoltura sobre diversos temas, inclusive a sucessão de 2014 em Brasília e o desenvolvimento da Região Metropolitana do Distrito Federal: “ Como coordenador da bancada do DF, pela primeira vez os parlamentares de Brasília se uniram aos de Goiás, com o objetivo de fortalecer efetivamente a Região, quando destinamos R$ 30 milhões para os 19 munícipios que se circundam Brasília. Não podemos deixar que o cidadão, ao atravessar a rua como ocorre em nossas divisas com Goiás, tenha uma qualidade de vida completamente diferente e inferior ao cidadão que reside na capital brasileira. A nossa obrigação é contribuir com a melhoria da qualidade de vida de nossos vizinhos” , declarou.

Violência no Entorno

Quando foi questionado sobre a violência na Região do Entorno, que muitos comparam com a “baixada fluminense”, o deputado foi objetivo: ”Crime não é limitado por condições geográficas. O criminoso atua aqui e atua lá. Entendo que as politicas têm que ser interligadas nos projetos e no plano de atuação. Não podemos ter uma política atuando de forma diferente no Distrito Federal e Goiás. Defendo a atuação conjunta das duas secretarias de segurança, recebendo os recursos necessários para desempenharem um bom trabalho.” Disse.

Emenda

Autor da proposta de emenda à constituição, sob o número 209/12, em parceria com a Deputada Rose de Freitas, o deputado explicou que a ideia é obrigar o recorrente do recurso especial no Superior Tribunal de Justiça (STJ), demonstrar a importância das questões do direito federal infraconstitucional discutidas no caso. O peemedebista argumentou ainda: “A PEC209, muda completamente o funcionamento do Tribunal Superior de Justiça, que vai poder por meio de uma gestão eficiente, diminuir os mais de 350 mil processos sob a responsabilidade de 33 ministros do STJ. Conseguimos aprovar a PEC na Comissão de Constituição e Justiça. Agora está sendo criada uma comissão especial somente para ela”.

Envolvimento com a área social

Na área social o deputado Pitiman demostra estar bastante sintonizado com os setores mais carentes da população, quando discorreu sobre o projeto ”Mãe Crecheira”. Ele disse o seguinte: ”O projeto Mãe Crecheira, que é de nossa autoria, certamente vai de encontro com as camadas mais carentes do Distrito Federal e, beneficiará também os municípios goianos, inclusive na Região Metropolitana do DF. O projeto permite que a dona de casa permaneça em sua residência, com objetivo de cuidar de crianças carentes da vizinhança, para que suas mães possam trabalhar. Acredito que é um apoio muito importante para nossa sociedade”, declarou.

Juventude

“Temos uma política voltada para beneficiar a juventude brasileira. Trata-se do primeiro emprego, fundamental para inserir jovens de 16 a 21 anos no mercado de trabalho. Eles terão segurança e a garantia do primeiro emprego com mais facilidade. Criamos aqui na Câmara, por meio de um projeto de lei, “O Trabalhante”. O projeto em pauta muda o conceito de estagiário para o conceito de Tralhante. Nas famílias mais carentes, o jovem precisa de emprego para depois ele estudar. Hoje, o procedimento é inverso, ou seja, o estagiário tem que estar estudando, normalmente em uma faculdade, para que ele possa fazer convênio com aquela empresa que gera o estagiário. O projeto, O Trabalhante faz exatamente o inverso . Ele começa a trabalhar primeiro e depois escolhe um curso que se adapte ao trabalho que está desempenhando. Se for pedreiro, ele escolhe o curso de pedreiro no SENAI. Se está trabalhando como telefonista, ele escolhe o curso de telefonista no SENAC. Com isso é permitido ao jovem receber o certificado do SENAI, SENAC ou outra instituição, garantindo-lhe suas vantagens como trabalhante”, arrematou.

Projeto Político

Quanto ao seu projeto político, o deputado deixou claro que almeja ir para frente e disputar, ainda em 2014, mandato majoritário, de preferência o Palácio do Buriti. ”Entendo que estou conseguindo deixar um legado, bastante positivo como deputado federal. Não sou politico profissional de carteirinha, ou seja, daqueles que trabalham com a finalidade de fazer uma história política. Acho que estou cumprindo bem o meu papel, legislando e ajudando efetivamente a sociedade de Brasília. Quanto à possibilidade de disputar um mandato executivo, entendo que se trata de uma construção: tijolinho por tijolinho. Falo em um contexto, que a opinião popular é quem decide. Estou ouvindo com bastante atenção todos os segmentos da sociedade brasiliense, oportunidade em que tenho sido recebido com muito carinho. Portanto, não depende de mim escolher, se vou ser ou não governador. Quem vai dizer isso é povo, vamos aguardar, pois, o futuro a Deus pertence”, concluiu.

Participação popular

O líder comunitário e conhecedor profundo das questões da Região Metropolitana de Brasília, José Diniz, disse que gostou muito da entrevista do deputado Pitiman, no que se refere aos investimentos no Entorno de Brasília: ” Parabenizo o deputado Pitiman pela sua luta a favor dos habitantes dessa nossa região esquecida pelos governantes. Somos mais de um milhão de habitantes e os investimentos são escassos. Espero que os R$ 30 milhões referidos pelo deputado, cheguem também ao município de Abadiânia”, completou.