Neymar já se preocupa mais em aparecer na mídia do que em jogar para o time, diz Pelé

 

Do UOL, em São Paulo

Neymar se torna notícia quando faz gols, dribla adversários e faz boas exibições em campo, mas também quando muda o corte de cabelo, assume o namoro com a atriz Bruna Marquezine ou se diverte no Carnaval. Pelé se mostrou preocupado com esta parte extracampo e, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, fez algumas advertências e aconselhou o jogador.

Para o ex-camisa dez, Neymar está mais concentrado em seus afazeres fora de campo do que em suas atuações. Pelé o aconselhou a jogar mais para o Santos e tomar cuidado com o seu destino no futuro. O Rei acha que o Barcelona se encaixaria melhor ao seu estilo de jogo e, por isso, seria o clube mais adequado para sua evolução.

“”Ele é um jogador sem experiência internacional. Em todos os jogos fora do país ele não vai bem. Todos acham que ele tem de resolver os problemas da seleção. Neymar não está preparado para receber esse peso. (...)Nós do Santos falamos que ele é o melhor do mundo, claro. Mas ele já se preocupa mais em aparecer na mídia do que em jogar para o time. O Neymar tem muita responsabilidade. E sua preocupação é mudar o estilo, mudar o corte de cabelo”, criticou o Rei, ao ser questionado pelo jornal se ele achava Neymar um jogador comum na seleção.

Pelé disse que procurou o treinador Muricy Ramalho para alertá-lo. “O Santos está perdendo com ele em campo. Todas as faltas, escanteios, pênaltis é com o Neymar. Cada falta que ele bate, fica fora do jogo um minuto. Ele tem de ficar na cabeça da área para pegar a bola, dar um drible, usar a habilidade. O Neymar tem de largar mais a bola, jogar para o time”, analisou.

O ex-camisa dez ainda relatou uma experiência vivida por seu filho Edinho, que faz parte da comissão técnica do Santos. O fato reforça a imagem de como Neymar lida quando sofre uma marcação mais cerrada. “O Edinho faz os treinos do time. Ele não dá falta nos treinos e o Neymar fica bravo. Ele está viciado nas faltas”, contou.

Com frequência, Neymar tem reclamado da forte marcação feita pelos adversários e encontra respaldo em Muricy. Entre outras declarações, o técnico já disse até que o melhor para o atacante era mesmo deixar o futebol brasileiro. No domingo, o jogador se envolveu em nova polêmica ao ser expulso diante da Ponte Preta após se desentender com os adversários. A fama de 'cai-cai' também o persegue e chegou ao exterior - como ficou comprovado quando defendeu a selelção brasileira em amistosos em Londres e durante os Jogos Olímpicos-2012. Neymar foi vaiado por supostamente cavar faltas.

Pelé também opinou sobre uma discussão recorrente quando se fala sobre Neymar: quando o atacante deve ir para o futebol europeu? Para o ex-jogador, “o problema não é a idade para ir embora, mas ter condição de chegar lá fora e jogar”. O Rei acha que o melhor destino para o jogador seria a Espanha.

"O jogo é mais duro na Inglaterra, Itália, Alemanha. Os juízes estão acostumados a deixar o jogo seguir. O Barcelona seria ideal para ele. O Santos precisa dele e por isso acho que ele não deve sair, mas se sair deve ir para o Barcelona”, completou.

A favor do Rei:

- Imperador do Norte: Pelé está certíssimo. Neymar está virando produto e subproduto de marketing. O envolvimento com estrelas globais, cabelo extravagante, garoto-propaganda de tudo, comportamento de celebridade, etc, tudo isso faz parte do esquema e do show. Enfim, cada vez mais, um “escravo” muito bem pago pelo sistema. Gera lucros. E isso é o que importa. Por mais que seja responsável, o seu futebol, porém, com tantos compromissos comerciais e publicitários, vai ficando para o 2º ou 3º plano. Está virando, por conta desta personalidade midiática, uma presa fácil dos adversários, dentro e fora de campo. Falta alguém com autoridade e competência para reorientá-lo.

- Duarte2012: Concordo com Pelé... Inclusive Pelé foi quem foi, pois quando todos iam para o vestiário pós treino, ele continuava em campo treinando... Antes dos jogos ele ficava em um canto sozinho imaginando as jogadas que poderia executar para ajudar o time... O Santos tem que vender logo o Neymar enquanto ainda pode pegar uma grana.

- Stanzitto: Pela primeira vez vejo o Pelé falar uma coisa sensata. VERDADE absoluta!

- Santista 37: Pelé, muitas vezes o critiquei por diversos assuntos, mas neste em especial quero parabenizá-lo por falar o que ninguém dentro do clube tem coragem, principalmente o fantoche do pseudo-treinador... E Laor, presta atenção, nem só de mídia se vive. Quando tem de chegar e aconselhar tem que fazer pronto, doa a quem doer. Obrigado Pelé.

Contra a opinião do ex-camisa 10:

-JCODGDG: Os que estão julgando o rapaz, lembrem-se de quando tinham 18, 19, 20, 21 anos. O que vocês faziam na vida? Imaginem com o que sabiam e entendiam do mundo se tivessem a grana, a fama e a mídia o tempo todo ao lado de vocês. O que fariam? É fácil julgar o rapaz esquecendo isso.

-educt00: Não adianta, o Pelé não resiste. Ele sempre procura diminuir qualquer sujeito que pareça ter potencial de craque. Foi assim com Zico, Romário, Maradona e, agora, Neymar. As observações do Pelé em tudo quanto é assunto, de futebol a política, são risíveis. Sem falar da "maravilha" criada por ele: a Lei Pelé. Ainda não encontrei definição melhor que aquela dada pelo Romário quando se referiu a alguns comentários do Pelé à época : O PELÉ CALADO É UM POETA!

-m.tess: Pelé parou de jogar e começou a falar. Desastre. Mete o bico sem ser chamado na vida de qualquer craque que apareça. Foi assim com Zico, Romário e outros. Neymar é meio time do Santos. Calado, Pelé é um poeta como disse o inteligente Romário. Maradona que foi melhor do que ele não é tão antiético.

-Regfoz: Não concordo com Pelé. O Neymar faz a parte dele. O Santos transformou o time baseado em um só jogador. Quem valoriza mais a mídia que o futebol seria o Presidente do Clube. O restante é fraco.


Pelé diz a jornal: 'Neymar já se preocupa mais em aparecer na mídia do que em jogar para o time'

Por ESPN.com.br

"Pelé está de volta". Esta é a manchete do jornal 'O Estado de S.Paulo' desta quarta-feira sobre o maior jogador da história do futebol, que está se recuperando de uma cirurgia no quadril direito realizada em outubro de 2012. A longa reportagem conta um pouco do dia-a-dia da fisioterapia, do tempo no hospital e também pergunta muito sobre futebol.

E Pelé não está muito satisfeito com sua atual herdeiro no Santos, Neymar. Primeiramente, o Rei do Futebol diz que o jovem atleta "toda vez que chega na seleção vira um jogador comum".

Depois, afirmou que Neymar precisa mudar seu jeito fora de campo e voltar a render. "Não é isso o que esperamos do Neymar (na seleção), principalmente nós do Santos. Temos uma confiança danada nele. Mas ele é um jogador comum na seleção. Tudo é visando o Neymar. Ele é um jogador sem experiência internacional. É um excelente jogador, mas sem experiência lá fora. Em todos os jogos fora do País ele não vai bem. Todos acham que ele tem de resolver os problemas da seleção. Neymar não está preparado para receber esse peso. Não vai dar para ele. Neymar não está preparado para isso. Ele não joga no exterior, o futebol europeu é diferente do futebol latino", explicou Pelé.

E a bronca veio ainda maior: "Nós do Santos falamos que ele é o melhor do mundo, claro. Mas ele já se preocupa mais em aparecer na mídia do que em jogar para o time. O Neymar tem muita responsabilidade. E sua preocupação é mudar o estilo, mudar o corte de cabelo. O Edinho, meu filho, que está na comissão do Santos, faz os treinos do time. Ele não dá falta nos treinos e o Neymar fica bravo. Ele está viciado nas faltas".

O tricampeão mundial pela seleção e bi pelo Santos revelou até ter cobrado Muricy Ramalho, técnico de seu time de coração, para evitar a superexposição de Neymar em campo. "O Santos está perdendo com ele em campo. É chato eu falar isso, mas cobrei o Muricy. É uma coisa boba, mas a gente que é do futebol percebe. Todas as faltas, escanteios, pênaltis é com o Neymar. Cada falta que ele bate, fica fora do jogo 1 minuto", analisou.

"Ele tem de ficar na cabeça da área para pegar a bola, dar um drible, usar a habilidade. Ele cruza, corre lá depois e perde tempo. Quem não está atento, não vê isso. Mas ele fica fora de jogo um monte de vezes. São detalhes que influenciam. Antes da cirurgia eu falei com o Muricy. Mas a responsabilidade do Muricy é grande. E é difícil bater de frente com o Neymar. O Neymar tem de largar mais a bola, jogar para o time", pediu.

Para Pelé, a Joia santista vai atuar na Europa, e ele vê o Barcelona como time ideal. "O problema não é a idade para ir embora. O problema é ter a condição de chegar lá fora e jogar. Principalmente para onde ele for. O jogo é mais duro na Inglaterra, Itália, Alemanha. Os juízes estão acostumados a deixar o jogo seguir. O Barcelona seria o ideal para ele. O Santos precisa dele e por isso acho que ele não deve sair, mas se sair deve ir para o Barcelona".

"Mas sair para quê? Teve um tal de Pelé que nunca saiu do Brasil, a não ser depois de se despedir. Teve um tal de Garrincha que só foi para a Europa veterano. O Tostão nunca saiu do País. O Zico só saiu veterano também. Outras gerações é que saíram com sucesso. Como o Kaká, o Falcão, o Oscar... e o próprio Careca, que arrebentou com o Maradona.... Depois teve ainda Ronaldo, Romário, Ronaldinho. Digo que o Romário, com a estatura dele, foi gênio. O Neymar tem sorte porque chega em um momento sem ter comparação com outros".