Um negão por mais 4 anos na Casa Branca

Renata Fan e Galvão

Por Walter Brito

Os EUA mostraram com todas as letras, porque está há tanto tempo no comando do resto do mundo. O povo norte-americano, na mais disputada eleição de sua história, elegeu hoje o afro-americano Barack Obama para mais um mandato de quatro anos, quando foram gastos U$ 2 bilhões de dólares. Obama decidirá neste período, os destinos do povo dos EUA e influenciará na vida da maioria dos habitantes do planeta Terra. O neto da negra e africana Sarah Obama, que continua viva e muito viva no vilarejo Kogelo, no Quênia, será por mais quatro anos, o homem mais poderoso do mundo.

Logo que foram anunciados os números que deram a vitória do afro-americano, o seu adversário Mitt Romney, foi para TV e reconheceu a derrota, de forma elegante e demonstrando de fato e de direito, fazer parte do mundo civilizado, onde a democracia é vanguardista e a vontade do povo soberana. “Passamos por um momento de grandes desafios. Desejo que Obama seja bem sucedido para guiar a nossa nação. As dificuldades que enfrentamos, exige um trabalho conjunto de Republicanos e Democratas; pastores, padres e rabinos. Com esta união venceremos e continuaremos a acreditar nos EUA e no seu povo”, disse.

A palavra do presidente

Emocionado e ao lado da esposa Michelle e das filhas Malia e Natasha, o presidente reeleito, disse que há mais de 200 anos, uma ex-colônia, adquiriu o direito de dirigir os seus próprios destinos, à medida que seu povo permanecerá lutando com obstinação. Por isso, naquela noite de sua vitória, os seus conterrâneos tinham reafirmado, o espírito que triunfou sobre a guerra, sobre a depressão e elevou o país, que saiu dos poços dos desesperos aos píncaros da esperança, onde cada um está preparado barra buscar os seus próprios sonhos. “Nós somos uma família americana e nós ficamos de pé. Ao cairmos, caímos de pé como uma nação, como um povo”, afirmou.

O apoio de Romney

Obama parabenizou Mitt Romney pelo seu espírito de luta e trabalho forte empreendido na campanha, o que a tornou tão acirrada, quando os democratas e republicanos disputaram voto a voto, valorizando sobremaneira sua própria vitória. Obama disse ainda, que nos próximos dias, se sentará com governador Romney, para traçar um projeto, quando trabalharão juntos em prol do povo norte-americano.

Agradecimentos

Mostrando de forma clara que a família é de fato a maior referência da humanidade, Obama agradeceu carinhosamente sua mulher Michelle e as filhas Malia e Natasha.

Ele agradeceu também de forma especial e emocionada, todos que trabalharam na campanha, dizendo a eles que ali trabalhou uma só família. “Obrigado por acreditarem em nosso projeto até o fim. Vocês fizeram um trabalho incrível, onde muitos voluntários de um Condado, por exemplo, trabalharam para que suas crianças tenham oportunidade de avançar. É por isso que estou na política e a política é importante”, disparou.

Embate da campanha

Obama esclareceu que os embates travados com Mitt Romney representam a marca da liberdade do povo norte-americano e, que apesar de suas diferenças na forma de dar soluções aos problemas do país, ele e o governador Romney; republicanos e democratas; compartilham um objetivo comum em relação ao progresso, avanço e o futuro dos EUA. Obama deixou claro, que um desses pontos, trata-se dos filhos dos moradores daquela nação ter como prioridade, acesso às melhores escolas e melhores professores. Ele continuou dizendo que, os que vivem nos EUA, não podem ser enfraquecidos pelas desigualdades e pelo débito da nação com os diferentes.

Imigrantes

“Acredito nos EUA que têm compaixão; generosidade; tolerância e abertura ao sonho dos imigrantes, especialmente àqueles que estudam em nossas escolas e juram obediência a nossa bandeira”, afirmou.

Oportunidade para todos

“Uma criança, filha de um trabalhador, pode se tornar um empreendedor; médico; engenheiro; diplomata ou até o presidente da República”, disse.

Nas entrelinhas, Barack Obama descreveu sua própria história, ou seja, filho de um imigrante negro que virou o homem mais poderoso do planeta Terra.

“Esse é o futuro que queremos dar a todos. Esta é a visão que compartilhamos e é, para onde temos que ir. Pra frente EUA”, disparou.

Finalizou dizendo:

“Vocês me tornaram nesta campanha um presidente melhor. As histórias que vocês me contaram, relatando suas lutas, me fizeram retornar para a Casa Branca, de forma mais determinada, mais inspirado do que nunca, referente ao trabalho que preciso implementar, sobre o futuro que nos espera. Quero trabalhar com líderes dos dois partidos em todos os setores, o que tornará o país mais forte e reafirmo: O amor, a caridade, o dever e o patriotismo, fazem os EUA ser uma nação verdadeiramente grande.

Entendo ainda que a oportunidade em nosso país é para todos: Negro; branco; hispânico; asiático; nativo americano; jovem; idoso; rico; pobre; saudável ou não; gay ou não. Aqui na América você tem sucesso se tentar, independente de quem é.

Somos maiores que a soma das nossas ambições individuais. Somos maiores do que a soma das cores dos estados vermelhos e azuis. Somos os EUA. Juntos e com a sua ajuda e com a benção de Deus, venceremos e vamos continuar a nossa jornada para frente, quando lembraremos ao mundo, por que, nós vivemos na maior nação do planeta Terra”, concluiu.