Direto de Manaus

Arthur Neto recebe apoio do presidenciável Aécio Neves

Renata Fan e Galvão

Por Walter Brito

Os 343 anos de Manaus serão comemorados em alto estilo (hoje, quarta-feira, 24 de outubro), pelo mineiro Aécio Neves, que chega à cidade na hora certa e num momento simbólico, quando o seu candidato a prefeito, Arthur Virgílio Neto lidera as pesquisas com 61% contra a senadora Vanessa Grazziotin que tem apenas 29% de intenção de votos do povo manauara. Esta posição confortável do tucano amazonense fortalece sobremaneira a pré-candidatura do neto de Tancredo Neves, rumo ao Palácio do Planalto, em 2014.

Entrevistado com exclusividade, para o jornal A Crítica de Manaus, Aécio afirmou que fica muito feliz ao saber que o seu partido, o PSDB, ele e o Arthur Neto, seu candidato a prefeito, contam com o carinho e o reconhecimento dos munícipes da capital amazonense. “Tenho carinho e respeito pelo povo de Manaus. Entendo que os líderes brasileiros precisam deixar a hipocrisia do lado, para engajar num projeto de nação, onde determinados interesses regionais, não podem interferir no desenvolvimento do País. A Zona Franca de Manaus conta com todo o meu apoio. Acredito que o povo manauara não pode esperar. O seu fortalecimento e incentivo trará milhares de empregos e aquecerá a economia local e nacional”, disse.

Referente à candidatura de Arthur Virgílio, Aécio foi enfático: “Existem pessoas na vida pública brasileira, que são especiais e indispensáveis. O Arthur que é um irmão para mim, além de ter sido um dos mais eficazes parlamentares do Brasil, já mostrou sua competência administrativa, quando foi prefeito e ajudou a mudar para melhor a capital amazonense. Certamente ele contará com o meu apoio no Senado e também da legião de amigos que soube fazer no Congresso Nacional, durante sua bela trajetória parlamentar”, disse. Questionado sobre a influência das eleições municipais na disputa pela presidência da República, o senador foi mais mineiro do que presidenciável, dizendo que o PSDB fez o seu papel e juntamente com os partidos da base aliada em Minas Gerais, fez 80% dos 853 prefeitos, além de ter tido uma boa performance em todo o país, perdendo em quantidade apenas para o Partido dos Trabalhadores. Ele disse ainda que o PSDB, venceu em 9 das maiores cidades brasileiras e poderá chegar a 22 cidades no dia 28 de outubro, com a decisão do segundo turno. “O resultado das urnas nas eleições municipais deixa o PSDB numa situação confortável, apesar de termos perdido espaços importantes. Entretanto, a nossa preocupação não é só com a sigla e sim, valorizar a nossa base aliada”, arrematou.

Quanto à afirmativa da Dilma Rousseff, em Manaus: “Pesquisa não ganha eleição e Vanessa vai vencer”. Aécio disse que a presidenta está desempenhando o seu papel de aliada da comunista, mas a realidade é outra e o povo dará a vitória merecida ao tucano Arthur Virgílio, coroando a sua trajetória, de homem íntegro e honrado, que serviu o Brasil, com galhardia e amor.