Acirra a disputa entre: Democratas e Republicanos.

Por Walter Brito

  • Mitt Romney e Barack Obama

  • O marketing muitas vezes é mais importante numa campanha política, do que a capacidade do candidato, sua trajetória e no caso de eleição majoritária, o plano de governo.

    Lá nos Estados Unidos da América, país conhecido pelas suas lutas raciais, onde o negro foi massacrado e sequer votava, ou seja, era cidadão de segunda classe, o negão Barack Obama, quebrou o tabu e virou presidente. Filho de um Queniano e neto de dona Sarah Obama, 88 anos e vivíssima no Quênia. A negra retinta curte lá no vilarejo onde mora, o prazer de ter um neto que manda no mundo.

  • Sarah Obama e Barack Obama

  • A campanha do neto de dona Sarah, começou de fora para dentro dos EUA, ou seja, o mundo exigiu e convenceu os americanos, que naquele momento o adepto da Igreja Unidos de Cristo e negro Barack Obama, tinha que ocupar a principal cadeira do Salão Oval da Casa Branca.

    O apogeu da campanha democrata se deu em um discurso proferido para 200 mil alemães, onde a maioria era formada pelos jovens. Com o advento da globalização, aquela juventude alemã e de outras nações, foram para os computadores e deram o grito de guerra: ”Queremos Barack Obama na Casa Branca”. É claro, o mundo não votou efetivamente, mas, influiu. E como influiu.

    O marketing da Fé

  • Mitt Romney

  • Todas as religiões têm as suas profecias e seus encantos. Os Mórmons, religião do republicano Mitt Romney, que enfrentará Barack Obama, não é diferente. Contam eles, que antes de se denominarem mórmons, pertenciam a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Isto se deu por volta de 1830. O fundador foi Joseph Smith Jr., que num bosque próximo à sua casa, pedindo ao Ser Supremo, uma revelação. Naquela oportunidade perguntou também qual seria a igreja verdadeira. Eis, que um clarão aparece acima de sua cabeça dizendo que, ele próprio era o caminho. “Vi um pilar de luz acima de minha cabeça, mais brilhante que o sol, que descia gradualmente sobre mim. Quando a luz pousou sobre mim, vi dois Personagens, cujo esplendor e glória desafiam qualquer descrição, pairando no ar, acima de mim. Um deles falou-me, chamou-me pelo nome, e disse, apontando para o outro: Este é meu filho amado. Ouve-O!”. Após isso, segundo Joseph Smith, Jesus Cristo revelou que nenhuma das crenças no mundo era verdadeira e que ele (Joseph), deveria restaurar a Igreja de Jesus Cristo, exatamente como era antes, com 12 apóstolos e 1 profeta.

  •  Barack Obama

  • Com a derrocada da economia no mundo, pegando os EUA de surpresa, o governo Barack Obama, não teve ainda a performance esperada pelo seu povo. Como se trata de um país, extremamente capitalista, o dinheiro decide tudo e, mais um pouco. Uma religião bem administrada como os Mórmons, que é de fato, uma empresa, com tentáculos bem fincados em todo o mundo, inclusive no Brasil, o multimilionário e ex-governador de Massachusetts, poderá surpreender os democratas.

    Apesar das dificuldades do povo americano em aceitar de forma efetiva, o conservadorismo dos republicanos, Mitt é considerado um republicano moderado. Rico e membro de uma religião em ascensão social e econômica, o marketing religioso, poderá ser fatal e os Mórmons derrotarem os Unidos de Cristo.

    Obama conta com uma boa repercussão da reforma na saúde e o sucesso das operações militares, que mataram Bin Laden e Kadafi. O mundo assistirá de camarote, a guerra entre as bíblias de Joseph Smith e Jeremiah Wright. Este é o pastor polêmico da igreja frequentada por Obama e sua família.

    Página Inicial