Joaquim Barbosa evita casca de banana do Gurgel

Por Walter Brito

Apesar da boa performance nas pesquisas para presidente da República, ultrapassando Eduardo Campos e encostando no Aécio Neves, segundo a Data Folha, o presidente do STF Joaquim Barbosa, ainda não foi atingido pela mosca azul. Do alto de sua autoridade, o menino pobre de Paracatu, disse que ainda não é hora de prender José Dirceu e demais mensaleiros condenados pelo Supremo.

Ao decretar prisão imediata dos condenados, o Procurador - Geral da República, Roberto Gurgel, tentou uma manobra incentivando e jogando Barbosa no fogo, num período de grande popularidade do presidente da Suprema Corte. O jogo do Gurgel criou um clima nacional, via imprensa, dando a entender que o suposto presidenciável jogaria para a plateia e colocaria na cadeia José Dirceu e os demais envolvidos.

O negão de Paracatu que não é bobo e tem uma sólida formação jurídica, com doutorado no exterior e, fala fluentemente quatro idiomas, disse o seguinte, na entrevista coletiva na sexta-feira: “O plenário do STF já decidiu, na análise de um habeas corpus, e contra o meu voto, ser incabível o inicio da execução penal antes do trânsito em julgado (após esgotados os recursos) de condenação”, concluiu.

A manobra de Gurgel caiu por terra. Joaquim Barbosa continuará surfando nos números das pesquisas para presidente da República. “ Casca de banana, comigo não”! Teria dito Barbosa a um amigo. Continue lendo...