Gim afirma: “Se pesquisa ganhasse eleição, Roriz teria perdido para Cristovam em 1998”


Gim Argello e sua suplente, Dona Weslian Roriz

Por: Walter Brito

De acordo com a publicação da matéria com o candidato ao Senado, Reguffe do PDT em nosso site, anunciamos que entrevistaríamos também, Gim Argello e Geraldo Magela. Alcançamos o senador Gim Argello em seu gabinete para a entrevista abaixo.

O senador Gim Argello trabalha 18 horas por dia para superar o seu principal adversário na corrida para o Senado, o deputado federal mais votado do Brasil, Antônio Reguffe (PDT).

Demonstrando tranquilidade e paz de espírito, Gim afirmou: “Estou muito feliz com a receptividade do povo de Brasília, que tem nos recebido nas ruas, em suas casas e em nossos comícios, com muita alegria.Referente às pesquisas eleitorais, não estamos preocupados, pois, se pesquisa ganhasse eleição, Roriz teria perdido para Cristovam em 1998. Acredito que a adesão de lideranças e a demonstração de apoio que temos recebido, é fruto de muito trabalho e reconhecimento dos brasilienses. Estou muito satisfeito também com meu crescimento em regiões carentes, como: Porto Rico, Sol Nascente, Vale do Amanhecer e Fercal. Lá em Ceilândia, Samambaia, Taguatinga e demais regiões, o nosso crescimento já tinha sido detectado na pesquisa anterior. Aproveito a oportunidade para agradecer o meu grande amigo Batista Custódio, jornalista de proa no ranking nacional, que está nos dando a oportunidade de apresentar nossas propostas por meio do Diário da Manhã. Batista Custódio é referência de lutas, conquistas e vitórias do jornalismo brasileiro!” 

Continuando, Argello declarou que tem lutado muito durante o seu mandato no Senado a favor do povo de Brasília e do Brasil. Por isso, o seu trabalho é reconhecido nacionalmente. Esta semana, recebeu em seu gabinete, taxistas de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília; que foram agradecê-lo pelo projeto realizado, cujo objetivo é passar a concessão de táxi de pai para filho. E acrescenta: “São visitas como estas, que me incentivam a continuar trabalhando 18 horas por dia, pelo povo de Brasília e do Brasil.”

Referente ao seu candidato ao Governo de Brasília, o ex-deputado Jofran Frejat (PR), Gim disse o seguinte: “Jofran é um médico competente e com especialização no exterior. Ele revolucionou a saúde pública no DF, como secretário de Joaquim Roriz. Foi ele também quem criou a faculdade de Medicina em Brasília, referência em todo o País. E mais, o Jofran conta com o apoio de Joaquim Roriz; com o apoio de Dona Weslian Roriz, minha suplente na disputa para o Senado; o apoio dos líderes nas pesquisas para a Câmara Legislativa do DF e para a Câmara Federal, respectivamente Liliane Roriz (PRTB) e Joaquim Roriz Neto (PMN). Jofran tem o apoio efetivo da maioria dos candidatos para a Câmara Legislativa do Distrito Federal e para a Câmara Federal, que vão ganhar a eleição e ajudar o Jofran a governar Brasília. Enfim, o Jofran conta com toda a minha fidelidade e o meu apoio. Tudo isso incomoda os nossos adversários, que criam factoides a todo tempo.Aproveito a reportagem para dizer aos eleitores brasilienses que Jofran irá para o segundo turno e ao final vencerá o pleito.

Sobre o problema do desemprego no DF, Gim afirmou: “Não penso como os nossos adversários, que diminuíram os cargos na Câmara Legislativa do Distrito Federal, Câmara Federal e querem fazer o mesmo no Senado. O povo de Brasília é ordeiro, trabalhador, mas precisa do pleno emprego. Nesse sentido, trabalharei dia e noite, ao lado de Jofran Frejat, para transformar Brasília numa cidade onde não existirá o desemprego. ‘Somente o trabalho constrói’. Por isso, lutaremos para que essa frase seja de fato, o lema do povo brasiliense e brasileiro”, disse.

Referente aos problemas que afligem a Região do Entorno de Brasília, Gim foi objetivo. “Conheço cada palmo da Região Metropolitana de Brasília e sua realidade. Eu, o Jofran Frejat, o governador Marconi Perillo, além dos parlamentares de nossa base, que se Deus quiser, seremos eleitos; vamos transformar essa região em uma das mais prósperas regiões metropolitanas do País. O Entorno certamente deixará de ser órfão de pai e mãe e terá mais apoio na segurança pública, saúde, educação, transporte e pleno emprego. O governo, que aí está, contribuiu muito pouco com os 22 prefeitos da Região Integrada do Desenvolvimento do Entorno – Ride.”

Argello afirma ter feito a sua parte, já que reuniu por diversas vezes os prefeitos, conseguindo recursos para todos e em todas as áreas. “Vale lembrar, que nos últimos anos, contribuímos de forma efetiva com o governador de Goiás, Marconi Perillo, por meio de emendas e apoio através de repasses do governo federal para região do Entorno e Goiás. Fico orgulhoso quando vou a Goiânia, Pirinópolis, Cristalina, Formosa, Flores de Goiás e outras cidades; quando sou chamado de quarto senador do Estado de Goiás. Acrescento ainda que, fiz tudo que um senador poderia fazer por Brasília, pois, trouxe para o DF mais recursos que todos os outros senadores, juntos, de Brasília trouxeram. Tive mais projetos aprovados que todos os outros senadores do Distrito Federal juntos. Por isso, estou tendo o resultado, com nosso crescimento nas pesquisas”, concluiu.