Ferreira Gullar fala ao Brasil, com conhecimento de causa!!

Por Walter Brito

Tive o prazer de conviver com o maior poeta vivo de nosso país, o Ferreira Gullar. Fomos nomeados pelo presidente Fernando Collor, para funções na Secretaria da Cultura, à época vinculada ao Palácio presidencial. Ferreira era presidente da Casa de Ruy Barbosa e eu, diretor financeiro e administrativo da Fundação Cultural Palmares. Por diversas vezes, nos reunimos no antigo edifício do Ministério da Educação, no Rio de Janeiro, sede de nossa secretaria, comandada pelo embaixador Sérgio Paulo Rouanet. O nosso objetivo era um só: a luta pela cultura nacional.

Foi ali, no belo prédio criado por Oscar Niemeyer, que conheci o caráter, a genialidade, a determinação e o amor que Ferreira Gullar tem pelo Brasil.

Quando ele analisou a popularidade do Lula e da Dilma, em alta, mesmo depois do julgamento do mensalão, que poderá levar José Dirceu para a cadeia e outros amigos de Lula e Dilma, Ferreira, está apenas comentando com a sabedoria que Deus lhe deu, o que tudo mundo sabe! Inclusive, os que passam fome e não frequentaram nenhuma escola.

Contudo, quando o nosso poeta maior, disse que na Europa o neopopulismo latino americano, não tem vez, a repercussão surpreendeu muita gente, pois foi Ferreira Gullar quem disse: o maranhense, filho da dona Alzira Ribeiro Goulart, conterrâneo e amigo de Sarney, nomeado pelo Collor e, respeitado no mundo, como um dos grandes da poesia. Talvez por isso, tamanha repercussão.

Por outro lado, não tem como a cúpula do PT, reafirmar que adorou a aliança com Edir Macedo e Maluf, para eleger Fernando Haddad em São Paulo. Acredito que, por detrás das verdades que o PT finge não acreditar, existe o poder da telinha da Globo, que Brizola sempre questionou, sustentando um poder, que está de ladeira abaixo. Lula e Dilma, já construíram suas histórias, e o Brasil reconhece. Eles não precisam se perpetuar no poder, por meio das mentiras, que um dia virão à tona.Continue Lendo...