Esporte fino e muito trabalho, na Câmara Legislativa do DF!

Por: Walter Brito

   

Dizem que Brasília é a capital do terno e da gravata. Aqui é obrigatório o uso de traje social por parlamentares no Congresso Nacional, bem como é exigência para qualquer cidadão, o uso de paletó e gravata, na passagem pelo Salão Verde da Câmara durante as sessões, como acesso aos plenários da Câmara e do Senado na mesma situação. O traje social também é exigido nas salas de julgamentos do Supremo Tribunal Federal e outras do judiciário na capital brasileira. Lá na Câmara Distrital, a deputada Liliane Roriz é contra deputado desfilando pelos corredores daquela Casa, sem terno e gravata. Ela é preocupada com a liturgia do cargo.

 

O jovem deputado Robério Negreiros é adepto da linha esportiva. Quando ele chega das reuniões nas diversas cidades satélites do DF, no clima seco de Brasília, quase sempre na linha esporte fino, o deputado passa no seu gabinete, veste o terno e adentra o Plenário da Câmara Legislativa, para desenvolver suas atividades parlamentares. Ao sair do Plenário, o deputado volta ao gabinete e só despacha na linha esporte fino.

 

Entrevistamos o parlamentar, quando acabava de voltar ao seu gabinete, com camisa de mangas compridas, mas sem gravata e paletó.  Muito à vontade, o deputado mostrou serviços prestados e o desejo de trabalhar pelo povo de Brasília, mesmo sem os rigores da etiqueta, que é praxe no Congresso Nacional.

   

Segundo Robério, ele já apresentou durante o seu mandato, mais de 60 projetos e 16 viraram leis. Destaca inclusive, um projeto em andamento, que trata da redução da conta de água. Explica que seu projeto altera uma lei de 1993, referente à taxa de esgoto. Na sua nova proposta, o contribuinte teria uma economia de 35%. “Com o nosso projeto aprovado, de acordo com estudos da CAESB, a economia equivalerá a 108 milhões de reais por ano, cujo recurso irá direto para o bolso do brasiliense. Caso o governo vete o nosso projeto, vamos derrubar, pois, já fiz um trabalho junto aos meus pares com esse propósito. A nossa luta é no sentido de favorecer a população, que, certamente utilizará esse dinheiro para outras despesas”, declarou.

 

O deputado distrital trabalha firme com o objetivo de gerar empregos para os jovens de Brasília. “Fiz um projeto, como se fosse uma incubadora de empresas; referente ao primeiro emprego, tão importante para a juventude. Vale lembrar que, não se refere ao programa “Menor Aprendiz”, implementado pelo Governo Federal. Falo de um projeto com incentivo ao empresário, no sentido de gerar emprego. Trata-se de abatimento no imposto sobre serviço, no caso especifico de empresas que atuam na área de serviços. No caso do ICMS, quando forem empresas que atuam no comércio. O projeto colocará no mercado de trabalho, jovens até 35 anos de idade, oportunizando-lhes o primeiro emprego.

   

Política

   

Robério Negreiros está preocupado com a sucessão no DF em 2014. Referente à presidência da República, ele disse que gostaria de ver um sucessor melhor que a presidenta Dilma Rousseff. “Em Brasília tudo indica que o nosso líder Tadeu Filippelli (PMDB), disputará novamente a eleição, como vice de Agnelo Queiroz (PT). Entretanto, fala-se na possibilidade do PMDB de Brasília participar de outro projeto rumo ao Palácio do Buriti em 2014. Respeitarei a posição do partido e estarei ao lado de Filippelli, com o PT sem o PT. Sou pré-candidato à reeleição para a Câmara Legislativa do DF em 2014”, concluiu.