Eleição presidencial é antecipada no Brasil!

(Vice-presidente da República Michel Temer)

Por: Manoel Prosa

Lideranças políticas do país, como o vice-presidente da República Michel Temer (PMDB) e o governador do Piauí Wilson Martins (PSB), criticam de forma veemente a antecipação da eleição presidencial: “Lamentavelmente, antecipou-se muito a eleição presidencial, que causou a antecipação das eleições estaduais. Aí, as pessoas começam a pensar só nos acordos locais. O presidente Lula disse que ele só falou sobre isso porque havia muita gente dizendo que ele deveria voltar como candidato. Então, ele não quis deixar dúvida.”, comentou o vice-presidente.

Já o governador piauiense afirmou que é perda de tempo, os debates sobre sucessão estadual e, que a discussão só atrapalha os projetos para o Estado: “Eles estão em uma discussão que é perda de tempo. O que vou fazer, é trabalhar para que a base fique unida”, arrematou.

Apesar dos questionamentos e a preocupação dos aliados da presidente Dilma, a eleição presidencial já está nas ruas e na TV. O Aécio Neves que agora preside o PSDB está viajando pelo país, apresentando o seu projeto de mudança fundamentado na frase: “O Brasil quer mais”. O governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), que sempre foi aliado da Dilma, já pulou fora da aliança e tenta viabilizar sua candidatura. Por outro lado, Marina Silva corre contra o tempo para legalizar o seu partido, o Rede Sustentabilidade, para ser mais uma opção rumo ao Palácio do Planalto.

A sensibilidade popular aguçada pelos sinais da inflação e o pífio crescimento do PIB em 2012, cujo índice foi 0,9%, o menor em três anos, colocou o povo nas ruas e na TV escolhendo com um ano e quatro meses de antecipação, a melhor alternativa para presidência da República. O jornalista Walter Gualberto de Brito, conhecedor profundo das causas sociais no Brasil, inclusive à questão racial, está sendo solicitado para entrevistas na TV e rádios do país, no sentido de analisar o sentimento das camadas menos favorecidas da nação brasileira, de onde ele é oriundo. Vale lembrar que o jornalista e cientista político é presidente de um instituto de pesquisas de opinião e mercado há 20 anos. Veja abaixo, entrevista concedida pelo analista ao programa de TV Conexão Brasília, sob o comando do apresentador Clayton Aguiar.

Entrevista para TV Câmara: