PMDB e PT consolidam aliança para 2014 no DF

(Deputado distrital Robério Negreiros - PMDB)

Por: Walter Brito

O vice-governador Tadeu Filippelli, certamente não foi tão prestigiado no governo Agnelo, como imaginava que seria, ao selar aliança em 2010. Em vistas disto, lideranças do PMDB na capital federal, pensaram em lançar Filippelli ao governo, num possível retorno do partido ao grupo liderado por Joaquim Roriz. De acordo com o projeto, o atual vice-governador seria cabeça de chapa e a deputada distrital Liliane Roriz representaria o grupo comandado pelo pai, como vice-governadora.

O ex-presidente Lula, entrou no jogo, de acordo com a fonte do Palácio do Planalto. Águia da política brasileira e segundo alguns, o ex-presidente parece ter visão por detrás do morro. Nesse sentido, ele chamou Michel Temer para conversa em São Paulo, na sede do Instituto Lula, quando duas questões fundamentais foram tratadas sobre a Região Centro-Oeste, rumo ao pleito de 2014: A candidatura de Júnior do Friboi, como cabeça de chapa em Goiás, tendo o PT como vice; enquanto que, ficaria praticamente definida a candidatura de Iris para o Senado, além do apoio especial à reeleição de dona Iris Araújo para a Câmara Federal. No segundo caso, a preocupação foi com a reedição da aliança PT/PMDB em Brasília. Vale lembrar, que nesta altura do campeonato, Filippelli já estava praticamente acertado com Roriz. Teve que desfazer tudo.

Entrevistado pela reportagem, o deputado distrital pelo PMDB Robério Negreiros, disse que até o momento, tudo indica que o martelo foi batido. “O nosso projeto é unir as forças e caminhar juntos com o governador Agnelo, quando o nosso líder maior do PMDB em Brasília, o Tadeu Filippelli, continuará na chapa de 2014 como candidato a vice. Creio que nossa união com o PT em 2010 foi para solucionar os problemas causados pelo governo anterior. Estamos cansados de saber que na divisão, perderemos força.”, disse.

Robério afirmou, que o PMDB continua trabalhando firme ao lado de Agnelo: “Acabo de vir de uma reunião na residência oficial do governador de Brasília, onde estavam todos os relatores dos presidentes da Comissão de Mérito, incluindo a minha pessoa. Tratamos da polêmica questão do PPCUB (Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico do Distrito Federal) que é a área tombada. Gostei muito do que eu vi, e, o que foi decidido lá. Vale lembrar, que são diversos pontos polêmicos no PPCUB: O loteamento do Eixo Monumental; a questão da concessão de uma área nas entrequadras; construção de prédios nas imediações da antiga rodoferroviária (área do Exercito); solucionar o problema da quadra 501 do Sudoeste e, 901 da Asa Norte. Graças a Deus, chegamos ao melhor entendimento para a solução do referido projeto, cujos detalhes serão rediscutidos brevemente”, concluiu.

De acordo com as palavras do deputado brasiliense, a reedição da aliança PT/PMDB na capital federal está garantida. Já em Goiás, tudo foi adiado para o mês de março. Vale lembrar ainda que, o presidente nacional do PMDB Valdir Raupp, disse a este repórter no cafezinho do Senado, que a chapa dos sonhos de Lula, Dilma e do PMDB nacional, na disputa do governo em Goiás, é de fato: Júnior do Friboi para governador; o PT como vice e, Iris Rezende para o Senado.